ORGANIZADORES
Hacka-08.png

A Lina é a primeira INFRATECH do mercado brasileiro e nasceu com o propósito de transformar o Sistema Financeiro Nacional conectando FinTechs, bancos e negócios digitais aos novos ecossistemas de pagamentos instantâneos e Open Banking. A Lina combina expertise técnica, domínio do negócio e inovação tecnológica, para entregar soluções de conectividade simples, eficientes e seguras!

A Banfico participou do nascimento do Open Banking no Reino Unido. Pioneira em oferecer um pacote completo de soluções para conformidade de Open Banking e regulamentação PSD2, a Banfico é um parceiro técnico de confiança para muitos bancos e instituições financeiras da Europa, Ásia e Oriente Médio. A experiência adquirida ao implementar APIs de Open Banking, validação de participantes e planos de contingência em diversos clientes permite à Banfico apoiar o mercado brasileiro nessa jornada.

 
OPEN BANKING
LINA & BANFICO
05 e 06
DEZEMBRO

OPEN BANKING

Em maio deste ano o Banco Central publicou uma Resolução Conjunta que define as regras de implementação do Open Banking no Brasil. 

O Open Banking é um ecossistema digital onde instituições financeiras, FinTechs e negócios digitais compartilham dados e serviços financeiros de forma padronizada, por meio da abertura e integração de diferentes sistemas, e mediante o consentimento dos usuários.

A ideia surgiu em 2016 no Reino Unido, quando a autoridade local de competição de mercado publicou um relatório, no qual recomendava uma série de medidas para fomentar ideias inovadoras, capazes de melhorar a oferta de produtos e serviços bancários no país. 

No Brasil, a ideia ganhou uma dimensão ainda maior, e seus principais objetivos são (i) promover a concorrência; (ii) incentivar a inovação; (iii) aumentar a eficiência do Sistema Financeiro Nacional e do Sistema de Pagamentos Brasileiro; e (vi) promover inclusão e maior cidadania financeira. 

A implementação do Open Banking ocorrerá em quatro fases, sendo que a primeira delas tem início já em dezembro deste ano:

OPEN DATA
TRANSAÇÕES FINANCEIRAS

FASE 1

 

Dados públicos, como endereços de agências; produtos bancários e canais eletrônicos disponíveis.

FASE 2

 

Dados cadastrais e qualificação de clientes; e informações de conta: saldo, extrato, cartões, etc.

FASE 3

 

Serviços de iniciação de pagamentos e encaminhamento de ofertas de crédito por terceiros.

DESAFIOS

São inúmeros os desafios técnicos que devem ser superados para que o ecossistema brasileiro de Open Banking possa funcionar corretamente e alcançar os seus objetivos, proporcionando, ao mesmo tempo, a melhor experiência aos usuários.   

Além disso, o Open Banking representa uma janela de oportunidade para o surgimento de novos modelos de negócios, por meio do consumo e agregação dos dados que serão compartilhados de maneira padronizada, favorecendo o surgimento de produtos e serviços financeiros inovadores. 

FASE 4

 

Operações financeiras de investimento, seguros, previdência e câmbio.

1

Como a tecnologia pode garantir o melhor funcionamento do Open Banking no Brasil?

Considere soluções  relacionadas à segurança da informação, conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados, garantia da privacidade de dados, prevenção a ataques cibernéticos, identificação de transações fraudulentas, coleta e gestão de consentimento dos usuários para compartilhamento de dados e transações, proteção de sigilo bancário, dentre outros.

DESAFIO

PREMIAÇÃO

1º LUGAR

R$ 10.000

2º LUGAR

R$ 7.500

3º LUGAR

R$ 5.000

INSCRIÇÕES ATÉ
04/DEZEMBRO

APOIO

Logo_branco_com_sombra_Digital.png

O banco BV é o quinto maior banco privado do país e atua nos segmentos de Corporate e Investment Banking, Asset Management, Private Bank e Financiamentos, além de investir no desenvolvimento de startups com o BVx.

CIP-Logo-01.png

A CIP é uma associação civil sem fins lucrativos que integra o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) como câmara de pagamentos, com o objetivo de desenvolver soluções tecnológicas colaborativas, buscando unir inovação e segurança, oferecendo produtos de alta qualidade e processos de excelência.

A Assespro-RJ é uma entidade sem fins lucrativos que representa as empresas brasileiras de tecnologia da informação, software e internet. Sua missão é contribuir para consolidar a posição do estado do RJ como referência na inovação, empreendedorismo, desenvolvimento e fornecimento de soluções de base tecnológica.

 
 
OPEN BANKING
LINA & BANFICO